Cutelaria, Outdoor

Tipos de lâminas para facas: qual é a melhor?

outubro 25, 2018
Tempo de leitura 7 min

As facas fazem parte da lista de equipamentos que não podem faltar no cotidiano de quem pratica esportes de aventura, é um amante da culinária ou se preocupa com defesa pessoal. Um dos primeiros passos para realizar a escolha correta é se familiarizar com os diferentes tipos de lâminas para facas e suas principais características, que variam de acordo com a finalidade de cada equipamento.

Porém, a grande diversidade de facas existentes no mercado costuma gerar dúvidas a respeito de qual é a mais apropriada para cada atividade. Logo, a indicação da melhor lâmina para facas somente é possível quando se sabe exatamente qual ou quais funções ela deverá cumprir.

Por conta disso, a seguir, nos aprofundaremos nesse assunto que envolve uma série de especificidades técnicas, design e até algumas pitadas de história no intuito de proporcionar ao leitor os conceitos necessários para fazer a melhor escolha possível. Acompanhe a leitura!

Para que servem as lâminas?

Podemos definir faca como qualquer lâmina capaz de ser empunhada. Portanto, a sua parte mais importante é justamente a afiada. Ela pode ser fabricada a partir de diferentes materiais, com diversas formas, fios e pontas.

Suas características têm relação direta com o uso a que cada tipo de faca se destina. De modo geral, as lâminas são confeccionadas visando a prática de uma ou mais das seguintes ações: cortar, perfurar, esfolar, separar e fatiar.

A maior parte das lâminas é produzida para a prática de atividades específicas com alto nível de eficiência. Contudo, algumas são concebidas para desempenhar múltiplas funções satisfatoriamente, como é o caso das lâminas empregadas em grande parte das facas de sobrevivência.

Quais são os tipos de materiais?

Há milhares de anos o metal é a matéria-prima mais utilizada na fabricação de diversos tipos de lâminas para facas. Com o passar do tempo, o aço carbono e o aço inox assumiram o protagonismo dentre as variedades de metal.

Isso porque tais materiais apresentam maior resistência e durabilidade, características que se traduzem em eficiência no corte e perfuração. Tais propriedades podem ser ainda mais acentuadas com a adição de determinadas ligas e a elevação do percentual de carbono.

O advento de novas tecnologias também proporcionou a fabricação de lâminas utilizando-se somente polímeros. Esse termo se refere a um plástico extremamente resistente, capaz e driblar os detectores de metal. Facas com lâmina de polímero são destinadas principalmente para defesa pessoal. Têm grande poder de perfuração, mas não são muito eficientes no corte.

Quais são os tipos de fios?

O fio, também chamado de gume, é a parte externa transversal da lâmina, responsável pelo corte. Quanto menor a espessura do fio, mais apta para realizar cortes precisos a lâmina estará. Há inúmeros tipos de fios, e os principais são:

  • côncavo (hollow): o fio é escavado em ambos os lados, proporcionando um corte bastante preciso, porém, não é resistente e exige manutenção constante — é muito utilizado em navalhas, por exemplo;
  • convexo (convex): o fio é igualmente abaulado nos dois lados, o que torna a lâmina extremamente durável e capaz de suportar grandes impactos — é utilizado em machados e facões;
  • reto (flat): seu formato é semelhante ao de um funil — muito comum por aliar durabilidade a um bom corte, é utilizado na maior parte das facas;
  • totalmente reto (full flat): tem a forma da letra “V”, fazendo com que fio e lâmina coincidam — pouco utilizado por tornar a lâmina frágil;
  • cinzel: enquanto um lado do fio acompanha a lâmina até o final da sua extremidade, o outro apresenta um recorte diagonal reto que favorece cortes muito precisos;
  • fio composto (double bevel ou compound bevel): a mesma lâmina contém dois conjuntos de fios ao longo de sua extensão no intuito de aumentar a sua resistência sem grande comprometimento do corte.

Quais são os tipos de desenhos?

A lâmina também pode ser classificada de diversas maneiras em relação ao seu formato lateral, comumente chamado de desenho. Alguns dos desenhos mais comuns são os seguintes:

  • normal ou reta: apresenta o fio curvo e o dorso (lado oposto ao fio) reto — com isso, quem a maneja pode fazer força sobre o dorso sem se ferir, o que a torna especialmente útil para cortar, separar e fatiar;
  • curva (trailing point): a extremidade da lâmina apresenta uma curva ascendente, aumentando a área de contato na região onde a força de quem a manuseia é aplicada — esse tipo de desenho é muito utilizado em facas de esfolar (skinners);
  • clip point (Bowie): é um dos desenhos mais versáteis, criado para atender às necessidades do pioneiro James Bowie, que teve papel importante na colonização do oeste norte-americano na primeira metade do século XIX — apresenta uma lâmina curva e um recorte (clip) em seu dorso, na região próxima à ponta — isso aumenta significativamente sua capacidade de perfuração, sem prejudicar as funções de corte e esfola;
  • drop point: em vez do recorte que caracteriza a Bowie, esse desenho apresenta uma curva convexa na extremidade do dorso que proporciona maior capacidade de penetração em comparação com o desenho normal — é bastante comum em canivetes;
  • Nessmuk: o pseudônimo utilizado pelo campista George W. Sears para relatar suas aventuras na região nordeste do estado de Nova Iorque no século XIX acabou batizando esse desenho de lâmina — a exemplo da Bowie, também prima pela versatilidade proporcionada por seu design único, que associa praticamente todas as utilidades de uma lâmina;
  • needle point: é simétrico, fino e contém fio ao longo das duas extremidades transversais, o que lhe proporciona grande capacidade de perfuração, mas relativa fragilidade — desenho muito usado em facas de combate;
  • tanto: similar ao desenho das lâminas de espadas japonesas, proporciona ótimo corte e grande poder de perfuração — dorso e fio se unem em uma linha reta, formando duas extremidades pontiagudas capazes de suportar grandes impactos.

Quais os principais acabamentos?

O acabamento empregado na lâmina não se restringe a questões estéticas, mas também pode ter repercussões na utilização da faca. A lâmina polida é a mais comum, tem preço mais acessível e apresenta a vantagem de facilitar a localização de quem a manuseia, pois reflete a luz do sol, lanternas e faróis.

A lâmina fosca tem cor acinzentada, obtida por meio de banho de ácido realizado durante o processo de afiação. Esse acabamento reduz sensivelmente os reflexos e aumenta os custos de fabricação, encarecendo o produto.

Já a lâmina negra é ideal justamente para quem não quer ser localizado, razão pela qual é bastante utilizada em operações militares que demandam discrição. A cor negra pode ser obtida por meio do processo de anodização, por pintura ou pelo revestimento com nitreto de titânio, que também proporciona uma proteção contra corrosão.

Como escolher dentre os tipos de lâminas de facas?

Diante de todas as várias especificidades que fazem parte do universo das lâminas de facas, é natural que o mercado de cutelaria tenha produzido uma verdadeira infinidade de combinações para atender diferentes demandas. Por isso, mesmo ciente das características que procura em uma lâmina, é comum o consumidor ainda enfrentar dúvidas no momento da compra.

Para tornar esse processo mais simples, rápido e eficiente, recomenda-se a realização da compra on-line em uma loja especializada que forneça informações e especificações precisas sobre cada produto, facilitando a comparação entre designs, materiais, acabamentos, preços etc.

Além disso, ao comprar on-line, em uma loja especializada que representa as melhores marcas da cutelaria mundial, o consumidor tem a segurança de adquirir um produto de qualidade.

Visite a seção de cutelaria da loja virtual da Crosster e, com a ajuda das opções de filtros, comece a selecionar os tipos de lâminas para facas que mais atendem às suas necessidades.

Você também pode gostar

9 Comentários

  • Responder Leatherman: entenda a história e funcionalidades da marca - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado outubro 31, 2018 at 9:04 pm

    […] a Leatherman tem uma extensa linha de produtos composta por diversos modelos de multiferramentas, facas e acessórios. Ao longo dos anos, a marca passou a ser presença constante na rotina tanto de quem […]

  • Responder Aprenda como montar o seu kit de sobrevivência na selva - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado novembro 19, 2018 at 4:41 pm

    […] é útil em diversas situações. Por ser compacto, ele não servirá para cortar lenha, mas a lâmina é capaz de realizar cortes mais precisos, como para descascar frutas ou fatiar alguns alimentos, […]

  • Responder Canivetes táticos: os principais tipos de abertura e quando usá-los - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado dezembro 27, 2018 at 2:37 am

    […] Algumas lâminas têm uma saliência no formato de pino onde o polegar deve fazer a força necessária para abri-la. Outras são equipadas com um orifício em formato oval para acomodar o polegar, que também faz o movimento de abertura. Em todas as hipóteses, a lâmina faz um movimento de rotação até se abrir totalmente e é necessária uma boa dose de destreza e treino para o manuseio correto do canivete. […]

  • Responder Descubra quais são as melhores facas do mundo! - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado dezembro 27, 2018 at 5:31 pm

    […] concentração de carbono e baixíssima presença de ligas metálicas menos nobres. O desenho da lâmina Yanagiba é ideal para filetar, atividade inerente ao preparo de sashimi e sushi, os principais […]

  • Responder Saiba como montar sua coleção de facas - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado dezembro 27, 2018 at 6:42 pm

    […] da cutelaria, de personalidade forte, com bom gosto e requinte, por isso selecionamos modelos de lâminas e cabos confeccionados em um processo refinado para um resultado primoroso. Conheça os […]

  • Responder Conheça 8 tipos de ferramentas de corte e as diferenças entre elas - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado janeiro 7, 2019 at 1:54 pm

    […] disso, você deve considerar basicamente três características que tornam determinadas lâminas de facas mais apropriadas do que outras para a realização de certas atividades: o desenho, o […]

  • Responder 6 cuidados que você precisa ter com seus equipamentos outdoor - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado janeiro 8, 2019 at 1:59 pm

    […] Facas e facões também podem sofrer danos quase imperceptíveis no fio de suas lâminas quando largados sobre superfícies ásperas. Na medida do possível, sempre faça uso das bainhas, confeccionadas especialmente para preservarem a lâmina intacta. […]

  • Responder Conjunto de ferramentas: conheça os produtos essenciais em uma caixa - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado janeiro 9, 2019 at 3:39 pm

    […] um tipo de lâmina cujo fio conta com diversos dentes pontiagudos que potencializam a capacidade de cortar objetos […]

  • Responder Conheça os principais tipos de travas de canivetes! - Blog - Crosster, sempre preparadoBlog – Crosster, sempre preparado janeiro 29, 2019 at 4:13 pm

    […] recolher a lâmina, basta acionar um botão (Lawk) localizado na tala, próximo à lâmina, usando o polegar ou o […]

  • Deixe um comentário