Cutelaria

Canivetes táticos: os principais tipos de abertura e quando usá-los

dezembro 27, 2018
Tempo de leitura 6 min

Um dos principais diferenciais dos canivetes táticos em relação às facas é o fato de apresentarem lâminas retráteis ou dobráveis. Essa característica torna os canivetes mais compactos e discretos, sem comprometer a funcionalidade.

E mesmo no caso de você já ter decidido que um canivete tático é mais adequado para a atividade que pretende desempenhar, há outra decisão importante a ser tomada. Existem diferentes tipos de abertura da lâmina, cada um deles com peculiaridades que podem ser convenientes ou não, dependendo da situação.

Geralmente essa pluralidade de alternativas costuma gerar muitas dúvidas e indecisão na hora da compra. Se esse for o seu caso, confira este post! Aqui vamos explicar quais são os tipos de abertura de canivetes táticos para ajudá-lo a escolher o melhor para você.

Tipos de aberturas dos canivetes táticos

Abertura manual

É o tipo mais simples disponível no mercado. É necessário puxar a lâmina com o dedo para que ela se abra totalmente até que o canivete fique pronto para ser utilizado. É o método de abertura por excelência dos canivetes clássicos, mais recomendados para uso doméstico ou para a prática de trabalhos manuais, nos quais há uma fenda na lâmina onde geralmente encaixamos a unha para abri-la.

Mas esse tipo de abertura também é encontrado em diversos canivetes táticos, nos quais existe a necessidade de abertura rápida, com a mesma mão que o está empunhando.

Algumas lâminas têm uma saliência no formato de pino onde o polegar deve fazer a força necessária para abri-la. Outras são equipadas com um orifício em formato oval para acomodar o polegar, que também faz o movimento de abertura. Em todas as hipóteses, a lâmina faz um movimento de rotação até se abrir totalmente e é necessária uma boa dose de destreza e treino para o manuseio correto do canivete.

Abertura assistida

Como o próprio nome dá a entender, na abertura assistida quem está empunhando o canivete conta com um auxílio na tarefa de abri-lo. Existe uma pequena alavanca localizada no dorso da tala do canivete que pode ser rapidamente movimentada com o polegar ou o indicador. Essa alavanca, também chamada de flipper, aciona uma mola que empurra a lâmina e abre o canivete.

Os canivetes de abertura assistida costumam ser os mais procurados por vários motivos. Têm preços mais acessíveis, entre R$50 e R$250, e são fabricados por praticamente todas as marcas mais conceituadas no segmento de canivetes. Por terem um mecanismo relativamente simples, dificilmente apresentam problemas de funcionamento. Soma-se a tudo isso o fato de que a abertura da lâmina não requer destreza manual.

Abertura automática

O canivete com mecanismo de abertura automática também faz uso de uma mola, mas requer ainda menos esforço. Basta pressionar ou deslizar um botão, dependendo do modelo do canivete, para a lâmina ser automaticamente liberada em movimento de rotação, como acontece nos canivetes de abertura manual. O preço fica na faixa dos R$150 a R$300, dependendo da marca e do modelo.

Abertura frontal

Também conhecida como abertura OTF (“open the front”), a abertura frontal não deixa de ser uma espécie de abertura automática. Nela, por meio de molas, a lâmina é impulsionada para fora da tala do canivete em movimento retilíneo. A abertura frontal pode ser de “single action” ou “double action”.

Na primeira, a abertura da lâmina é automática, mas a retração precisa ser realizada manualmente. Na segunda, tanto o movimento de abertura quanto de retração são automáticos. É possível adquirir um canivete de abertura frontal single action a partir de R$400. Outros modelos, como o double action, custam em média R$2.500.

Abertura wave

Esse é o tipo de abertura geralmente encontrado nos canivetes de defesa pessoal. Tem uma trava que deve ficar presa no bolso da calça. Quando o canivete é sacado, a lâmina se abre instantaneamente. Ou seja, enquanto está dentro do bolso, a lâmina fica recolhida,  sem oferecer qualquer risco; para usá-lo, basta tirar o canivete com abertura wave do bolso, o que é extremamente útil em situações emergência.

Note que os demais tipos de abertura não são recomendados para defesa pessoal, uma vez que podem eventualmente apresentar demora na liberação da lâmina. Quem estiver à procura de um canivete para defesa pessoal e, por qualquer motivo, não se adaptar à abertura wave, deve dar preferência às facas com lâmina fixa. Os canivetes de abertura wave custam a partir de R$450, em média.

Abertura simples (butterfly ou balisong)

Apesar do nome, esse tipo de abertura talvez seja o mais complexo de todos e o que mais exige habilidade de quem manuseia o canivete. A tala do canivete modelo butterfly, também chamado de balisong, é segmentada em duas porções idênticas que, quando unidas por uma trava na parte inferior, abrigam a lâmina em seu interior.

Uma vez destravada a tala, os dois segmentos se abrem em movimento de rotação, liberando a lâmina. Em seguida, a mesma trava deve ser acionada para prender os dois segmentos da tala na posição diametralmente oposta à inicial, permitindo que o canivete seja utilizado com segurança.

Como o seu sistema de abertura requer um certo nível de destreza manual, esse tipo de canivete é muito utilizado para fazer truques. Por isso, alguns modelos são produzidos com um pente ou mesmo um abridor de garrafas no lugar da lâmina. Assim, é possível treinar os movimentos de abertura e fechamento sem correr o risco de se ferir.

Se você quer saber mais sobre os tipos de trava, confira também este vídeo que a gente preparou sobre o assunto:

Travas de segurança

Além de selecionar a modalidade mais adequada de abertura das lâminas, quando se escolhe um canivete também é essencial atentar para o tipo de trava que o equipamento oferece. Uma vez aberta, a maioria dos canivetes táticos tem um mecanismo que impede o fechamento acidental durante o uso.

Trata-se de um recurso essencial para a segurança de quem manuseia o canivete. As travas podem ser dos tipos liner lock, o lock back e o frame lock. Verifique o tipo de trava que o canivete tem e certifique-se de que entendeu exatamente o funcionamento antes de utilizá-lo.

Agora que você já sabe diferenciar os principais tipos de abertura dos canivetes táticos, visite o site da Crosster e confira se é capaz de identificar cada um deles dentre as centenas de modelos disponíveis.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário