Cutelaria

Conheça os principais tipos de travas de canivetes!

janeiro 29, 2019
Tempo de leitura 5 min

A principal característica que diferencia os canivetes das facas é o fato de suas lâminas serem retráteis. Isso os torna extremamente práticos, fáceis de ser transportados e discretos.

Mas essa praticidade também traz o dever de oferecer, por razões de segurança, algum mecanismo que impeça o fechamento da lâmina acidentalmente. Por esse motivo, foram desenvolvidos diversos tipos de travas de canivetes, cada qual com um mecanismo de funcionamento diferente.

Embora todas cumpram o seu papel, antes de adquirir um canivete, é interessante conferir qual tipo de trava ele tem, pois algumas requerem um pouco mais de habilidade e prática para serem manipuladas.

Portanto, a seguir vamos explicar o mecanismo das 7 travas de canivetes mais utilizadas e os detalhes relevantes no funcionamento de cada uma delas.

Quais os principais tipos de travas de canivetes?

1. Liner Lock

Os canivetes equipados com a trava Liner Lock têm uma peça de metal no interior de sua tala.

Quando o canivete é aberto, essa peça (liner) entra automaticamente embaixo da lâmina, travando-a. Para realizar o fechamento, basta deslocar lateralmente o liner e empurrar a lâmina de volta para o interior da tala.

Em um primeiro momento, o usuário pode enfrentar dificuldades para realizar o fechamento usando apenas uma mão, mas, com um pouco de prática, a operação geralmente se torna bem simples.

2. Frame Lock

Embora o sistema de travamento seja o mesmo do Liner Lock, com uma peça entrando automaticamente embaixo da lâmina para impedir o seu fechamento, a Frame Lock é ainda mais simples. Isso porque um dos lados da estrutura da própria tala funciona como trava, não havendo um liner em seu interior.

3. AutoLawks

Esse tipo de trava foi idealizado para aprimorar a segurança, dificultando a possibilidade de acidentes. Imagine que você esteja usando uma luva, por exemplo, ao manusear um canivete com a trava do tipo Liner Lock. Se a luva enganchar no liner e movimentá-lo para o lado, o canivete estará destravado e poderá se fechar sobre os seus dedos.

Pensando nessa possibilidade, foi desenvolvida a AutoLawks, que proporciona uma segunda trava, além da Liner Lock. Quando o canivete é aberto, essa segunda trava entra em ação automaticamente, impedindo a movimentação do liner.

Para recolher a lâmina, basta acionar um botão (Lawk) localizado na tala, próximo à lâmina, usando o polegar ou o indicador e deslocar o liner lateralmente.

Também existem canivetes com esse mesmo sistema de duplo travamento do tipo Lawk, mas que não contam com o acionamento automático no momento da abertura, sendo necessário mover o botão manualmente.

4. Lock Back

A Lock Back é um dos tipos de trava que requer menos destreza manual para ser manipulada. A exemplo do que ocorre na Liner Lock, quando um canivete munido da trava Lock Back é aberto, uma peça contida dentro da tala entra automaticamente embaixo da lâmina para garantir que ela não se feche.

A diferença, contudo, está no processo de destravamento. Ele é realizado pressionando-se essa mesma peça para o interior da tala, que tem um pequeno recorte justamente com a finalidade de proporcionar acesso à trava.

5. Tri-ad Lock

Andrew Demko foi o criador da Tri-ad Lock. Mestre em cutelaria, Demko cria designs para a Cold Steel, uma das fabricantes de referência no mercado mundial de canivetes. A Tri-ad Lock é um aprimoramento da Lock Back e geralmente equipa canivetes robustos, concebidos para realizar tarefas pesadas, razão pela qual precisam contar com uma trava mais resistente.

Entre a trava e a lâmina, existe um pino de segurança que, além de eliminar o desgaste natural da trava em virtude do uso, também permite que o seu acionamento aconteça apenas mediante um movimento descendente, ao contrário do que ocorre na Lock Back, onde o movimento realizado é para baixo e para frente.

Esse mecanismo torna a Tri-ad Lock a trava mais confiável e resistente à disposição no mercado, capaz até de suportar o peso do motor de um automóvel sem abrir.

6. Axis Lock

O investimento em design, tecnologia e segurança realizado pela Benchmade produziu em 1998 o sistema de travamento batizado como Axis Lock. A trava consiste em uma barra de aço que se movimenta dentro da tala.

Esta, por sua vez, tem uma abertura através da qual é possível movimentar a trava com o auxílio de um sistema de molas. Também existe um pino de segurança que ajuda a impedir o fechamento acidental da lâmina.

7. Slip Joint

Talvez este seja o mecanismo mais conhecido do público em geral, por estar presente na maioria dos canivetes de uso doméstico. A lâmina fica presa a uma mola cuja resistência precisa ser vencida pelo usuário do canivete, tanto no movimento de abertura quanto no de fechamento.

Portanto, na verdade, não se trata propriamente de uma trava, mas de um dispositivo que dificulta o fechamento indesejado. Além de serem menos seguros, os canivetes equipados com o sistema Slip Joint precisam ser abertos e fechados com ambas as mãos, o que pode ser um transtorno dependendo da tarefa que estiver sendo executada.

Se você quer saber mais sobre os tipos de trava, confira também este vídeo que a gente preparou sobre o assunto:

Como escolher a trava de canivete ideal?

Via de regra, cada canivete é produzido com o tipo de trava mais adequado para a sua utilização. Logo, um canivete tático, próprio para operações militares e policiais, não será equipado com o sistema Slip Joint, por exemplo.

Portanto, primeiro deve-se escolher o canivete mais apropriado para as tarefas que se pretende realizar e depois verificar se existe no mercado mais de um sistema de travamento disponível para esse tipo de canivete.

A única ressalva que merece ser feita diz respeito à utilização do sistema Liner Lock e AutoLawks pelos canhotos, que podem apresentar dificuldade para abrir e fechar canivetes utilizando apenas uma mão. Havendo problema dessa natureza, recomenda-se dar preferência por outro tipo de trava, como a Lock Back.

O certo é que todo tipo de canivete e trava que você pode imaginar está à sua disposição no site da Crosster, distribuidora no Brasil das principais marcas nesse segmento.

Se você permanece indeciso e ainda tem dúvidas sobre travas de canivetes ou qualquer um dos nossos produtos, não deixe de entrar em contato com a nossa equipe!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário