Casa & Estilo de Vida, Cutelaria, Ferramentas

Quer saber como podar uma planta? Confira as 3 melhores dicas

julho 11, 2019
Tempo de leitura 4 min

Muitas pessoas cultivam plantas em casa porque, além de deixar os ambientes mais bonitos, também proporcionam bem-estar. E para que ela se mantenha sempre bela e saudável, é importante saber como podar uma planta.

A poda tem o objetivo de ordenar e incentivar o crescimento das plantas, facilitando o acesso de luz para que permaneçam saudáveis e com boa aparência. Essa técnica é muito importante para o bom desenvolvimento da espécie.

Confira neste post dicas sobre como podar uma planta, a importância dessa técnica, as ferramentas ideais para a prática, os principais tipos de procedimento e como eles são importantes para o desenvolvimento das espécies vegetais.

Por que podar uma planta?

Muitas plantas enfraquecem com o tempo e até mesmo após a floração e frutificação. Nesse caso, a poda é fundamental para revigorar e dar força, além de controlar o tamanho e a forma.

Remover os galhos e folhas danificados ou doentes é importante. Isso porque, quando permanecem, retiram a força da planta e atrapalham o acesso da luz na copa, comprometendo o desenvolvimento e a qualidade.

Um exemplo de relevância dessa técnica são as plantas ornamentais e gramas que precisam ser podadas com regularidade para controle do porte, equilíbrio do crescimento e também para a estética e o paisagismo.

A poda de árvores, seja de nível arbustivo ou arbóreo, também deve ser feita. Na maioria das situações, um ramo cresce mais que os outros, “roubando” os nutrientes dos demais, o que atrapalha o progresso da planta.

A técnica de poda de plantas é conhecida pelos tipos de formação, de floração ou frutificação, de renovação e de raízes. Também existe a poda de paisagismo — as técnicas variam de acordo com as espécies. Saber como podar as árvores frutíferas, por exemplo, vai fazer com que elas produzam mais frutos.

Quais sãos as dicas para saber como podar uma planta corretamente?

1. Saiba quando podar os primeiros ramos

O momento para podar os primeiros ramos varia de acordo com cada espécie. Na maioria dos casos, é ideal fazer a poda quando surgem os ramos laterais, cortando os mais baixos e não produtivos.

Além disso, é recomendado realizar a poda quando a planta tem menor atividade metabólica, o que acontece geralmente no inverno ou após a frutificação ou floração. Também é importante cuidar da adubação e irrigação nessa época.

2. Escolha as ferramentas adequadas

As ferramentas necessárias para aplicar as técnicas de poda são uma tesoura ou canivete bem amolado e de qualidade para um corte preciso, sem agredir a muda ou a planta madura.

A qualidade das ferramentas utilizadas influencia muito no sucesso da atividade; se forem utilizadas cegas ou em más condições, podem danificar a planta e comprometer seu desenvolvimento.

3. Retire as folhas mortas ou amareladas

Para o crescimento saudável, é fundamental cortar as folhas velhas, amareladas ou mortas. Seja cuidadoso para não atingir as folhas boas ou deixar o tecido interno da planta exposto. Isso aumenta a chance de ser contaminado por pragas.

A poda deve ser realizada com bastante cuidado e atenção, por isso, a aplicação das técnicas deve ser analisada de acordo com a espécie, situação, espaço disponível e com a estética desejada.

Um fator importante que deve ser levado em consideração é o período de recuperação da planta após a poda. Nesse tempo — geralmente de 3 a 5 dias — é imprescindível que não falte irrigação para garantir o melhor fluxo de nutrientes.

Agora que você já sabe como podar uma planta, não se esqueça de sempre optar por ferramentas de marcas confiáveis. Utilizar um ferramental de qualidade vai garantir a precisão e a eficiência necessária para não comprometer a qualidade de aplicação da técnica.

Se você se interessa por conteúdos como este e deseja saber mais sobre o manuseio de ferramentas para essa e outras técnicas de plantio e poda, que tal seguir a gente nas redes sociais? Estamos no FacebookInstagram e no YouTube!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário