Cutelaria, Ferramentas

Poda de árvore frutífera: confira a maneira mais adequada de realizá-la

agosto 13, 2019
Tempo de leitura 4 min

Assim como cortar o cabelo faz com que ele cresça com mais força, cortar os galhos das árvores também pode trazer benefícios para a planta e para os frutos dela. A presença de ramos doentes e quebrados interfere na saúde da plantação, pois eles podem comprometer as partes que estão saudáveis.

Porém, a poda de uma árvore frutífera não pode ser feita de qualquer maneira. Existem técnicas e épocas adequadas para fazê-la e não interferir na produção das frutas. Quer saber mais sobre a importância da poda de árvore frutífera? Continue a leitura deste artigo!

Saiba a importância da poda de árvore frutífera

A poda de árvore frutífera é um procedimento que tem como objetivo cortar algumas partes da planta, seja das folhas, de alguns galhos ou até do tronco. Esse processo afeta o crescimento e a qualidade dos frutos, assim como a saúde da árvore.

Para podar uma árvore com o menor prejuízo possível, é necessário ter alguns cuidados e saber a hora certa de realizar os cortes. Muitas árvores são prejudicadas por podas inadequadas e exageradas, deixando-as desprotegidas antes de cicatrizarem, ficando propícias para a invasão de inimigos.

Tipos de poda

A poda de árvore frutífera pode ser feita de várias formas, que vão depender do objetivo do procedimento. Veja quais são os principais:

  • poda de formação: essa poda tem como objetivo deixar o tronco e os galhos com tamanhos adequados para a colheita dos frutos, facilitando esse trabalho. Quando é feita corretamente, a poda de formação permite um arejamento e iluminação adequados para a planta;
  • poda de frutificação: como o nome já diz, essa poda melhora a qualidade dos frutos, controlando a produção da planta para que ela não fique acima do recomendado, o que pode comprometer o sabor;
  • poda de rejuvenescimento e reconstituição: nessa poda, são retirados os ramos doentes, com fungos e improdutivos. Ainda pode ser feita uma reforma completa na copa da árvore, podando-a a partir dos galhos principais. Essa poda é considerada radical, sendo mais utilizada para o transplante de plantas frutíferas adultas.
  • poda de limpeza: por fim, essa é a poda de árvore frutífera mais suave, feita anualmente com uma tesoura de poda, retirando eventuais galhos doentes ou que estão atrapalhando a colheita.

Confira o passo a passo para a poda adequada

Em primeiro lugar, para começar a poda de árvore frutífera, deve ser utilizada uma ferramenta adequada. Para isso, use uma tesoura de jardim afiada para árvores mais jovens, com galhos de poucos centímetros e de diâmetros menores. Já para as plantas mais maduras, utilize serrotes e serrilhas de jardinagem. Confira como fazer uma poda eficiente e que não prejudicará a árvore:

  • observe os ramos da árvore e nunca corte aqueles que fazem parte da estrutura principal. Normalmente, eles são os galhos mais grossos, de onde nascem os outros;
  • corte os ramos doentes e com pedaços quebrados, pois eles podem absorver a água e os nutrientes dos galhos saudáveis, o que prejudica o crescimento;
  • retire os galhos sobrepostos, pois podem atrapalhar a circulação de ar da árvore. Além disso, galhos acumulados podem provocar o ataque de fungos e insetos;
  • a melhor época para as podas são no outono e inverno, quando o metabolismo da planta é mais lento;
  • nunca retire a casca da árvore, pois ela serve de proteção para a planta.

Conheça boas práticas para a poda

Antes de iniciar a poda, certifique-se de que os equipamentos de corte estejam afiados para não machucar a árvore sem necessidade. Além disso, não se esqueça de esterilizar os equipamentos ao cortar ramos doentes, evitando que a doença seja transmitida para outras plantas. Por fim, depois da poda, passe produtos à base de cal virgem ou cobre nas áreas cortadas a fim de evitar o ataque de fungos.

Como você viu, a poda de árvore frutífera pode aumentar a qualidade dos frutos e melhorar a saúde da planta para que ela seja ainda mais produtiva. Não se esqueça de ficar atento à ocorrência de fungos e outros parasitas que podem prejudicar a árvore.

Se você gostou do nosso artigo e quer receber mais conteúdos como este na sua caixa de entrada, assine a nossa newsletter!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário