Casa & Estilo de Vida, Outdoor

Confira 4 passos para você aprender a jogar poker agora mesmo

junho 21, 2019
Tempo de leitura 6 min

O poker é um dos jogos de cartas mais populares do mundo. Nas últimas décadas, foi consolidado o conceito de que não se trata de um jogo de azar, mas sim de um esporte da mente que exige uma série de habilidades e técnicas específicas para ser praticado em alto nível. É por isso que cada vez mais pessoas se interessam em aprender a jogar poker.

Além de aprimorar naturalmente o raciocínio lógico e o cálculo de probabilidades, o poker é uma atividade social por excelência, ótima para criar e estreitar laços de amizade. Não por acaso, muitos aventureiros que passam noites em acampamentos durante expedições têm o hábito de jogar poker. Afinal, o jogo é uma excelente maneira de passar o tempo quando não há energia elétrica, acesso à internet e distrações tecnológicas para passar o tempo.

Se você ainda não sabe jogar poker, já passou da hora de aprender! Ao terminar a leitura deste breve tutorial, certamente você já estará apto para se divertir com os amigos e transformar um tempo que seria perdido em uma oportunidade de exercitar a mente.

4 passos para aprender a jogar poker

1. Princípios básicos do poker

Trata-se de um jogo de cartas criado pelos norte-americanos no começo do século XIX. Tudo leva a crer, entretanto, que o poker seja uma derivação do As-Nas, um jogo que surgiu no Irã durante o século XVII.

Joga-se poker com um baralho convencional de 52 cartas, sendo treze de cada um dos quatro naipes (paus, copas, ouros, espadas). Coringas não são utilizados. As cartas obedecem à hierarquia da própria numeração. Ou seja, o “2” é a carta de menor valor, seguido pelo “3” e assim sucessivamente. As quatro cartas de maior valor, em ordem crescente, são o valete (J), a dama (Q), o rei (K) e o ás (A).

Todos os jogadores recebem a mesma quantidade de cartas, que varia de acordo com a modalidade de poker, como veremos mais adiante. O objetivo é formar uma combinação de cinco cartas (denominada “mão”) mais valiosa do que as obtidas pelos adversários. Ao todo, existem nove mãos no poker, sendo a hierarquia dessas combinações inversamente proporcional à probabilidade de cada uma delas ser reunida.

O que torna o poker ainda mais interessante é a obrigatoriedade de realizar apostas para vencer, que podem ser igualadas ou aumentadas pelos adversários. Assim, a cada rodada de apostas é necessário fazer uma análise da probabilidade de que a sua mão seja de fato a melhor, bem como do comportamento dos seus adversários. Lembrando que é muito comum jogadores blefarem, ou seja, fazerem apostas altas mesmo sem ter uma mão valiosa.

2. Hierarquia das mãos

Para jogar poker é essencial decorar todas as mãos e a respectiva posição de cada uma delas na escala de hierarquia. Leva algum tempo para assimilar essa sequência, mas está longe de ser um bicho de sete cabeças. No começo, não tenha vergonha de consultar uma “cola” ou mesmo de perguntar para os outros jogadores caso esteja em dúvida.

  • Royal Straight Flush: 10, J, Q, K e A, sendo todas as cartas do mesmo naipe;
  • Straight Flush: qualquer sequência de cinco cartas do mesmo naipe (ex: 2, 3, 4, 5 e 6);
  • Quadra: quatro cartas iguais, sendo cada uma de um naipe diferente (ex: 7, 7, 7 e 7);
  • Full House: uma trinca e uma dupla (ex: 8, 8, 8, J e J);
  • Flush: quaisquer cinco cartas do mesmo naipe (ex: 3, 8, 10, J e A, todas de ouros);
  • Sequência: uma sequência de cinco cartas, independentemente do naipe (ex: 6 de espadas, 7 de copas, 8 de paus, 9 de ouros e 10 de paus);
  • Trinca: três cartas iguais (ex: K, K e K);
  • Dois pares: duas duplas de cartas iguais (ex: 2, 2, Q e Q);
  • Par: duas cartas iguais (ex: 9 e 9).

Na hipótese de nenhuma dessas combinações ter sido alcançada, vencerá o jogador com a carta mais alta. Ela também servirá como critério de desempate quando dois jogadores tiverem o mesmo tipo de mão (ex: a dupla 5 e 5 vence a dupla 4 e 4). A única exceção fica por conta do Full House, na qual é a trinca que define o vencedor (ex: 4, 4, 4, 2 e 2 vence 3, 3, 3, A e A).

3. Principais modalidades de poker

Existe mais de uma dezena de tipos de poker, mas os mais populares são os que utilizam cartas comunitárias. Ou seja, cada jogador deve formar a melhor mão possível utilizando não somente as cartas que recebeu, mas também as cinco cartas colocadas viradas para cima, no centro da mesa, em três etapas diferentes: Flop (três cartas), Turn (uma carta) e River (uma carta).

Muitas vezes, o River é capaz de dar a vitória a um jogador cujas chances de êxito tinham se tornado mínimas durante o Flop e o Turn, gerando fortes emoções. Isso explica o grande interesse despertado pelas modalidades de poker que utilizam cartas comunitárias. As duas mais relevantes são o Texas Hold’em e o Omaha, cujas regras mais importantes serão explicadas a seguir.

3.1. Texas Hold’em

Cada jogador recebe apenas duas cartas, e cinco cartas comunitárias são colocadas sobre a mesa. Para formar a melhor mão, o jogador pode usar as duas cartas que recebeu e três comunitárias ou apenas uma e quatro comunitárias. Na hipótese de a melhor mão ser formada pelas cinco cartas comunitárias, beneficiando todos os jogadores, haverá um empate.

3.2. Omaha

Ao contrário do que ocorre no Texas Hold’em, no Omaha cada jogador recebe quatro cartas e é obrigado a formar a melhor mão utilizando necessariamente duas delas, mesmo que as cinco comunitárias sejam melhores.

Nos jogos que utilizam cartas comunitárias é possível que dois jogadores formem exatamente a melhor mão. Por exemplo: ambos têm pares de 2 e formaram um Full House com uma trinca nas cartas comunitárias. Nesses casos, quem tiver a maior carta sobressalente (kicker) será o vencedor.

4. Como aprimorar seu jogo

Há algumas dicas básicas que são muito úteis para quem está iniciando no mundo do poker. Se você procurar segui-las, provavelmente notará uma evolução significativa no seu estilo de jogo.

Não importa se você caiu em um blefe ou ganhou uma enorme quantidade de fichas na mão anterior: cada mão deve ser considerada isoladamente. Em outras palavras, não se deixe levar pelas emoções. A razão e a lógica devem sempre falar mais alto.

Analise o comportamento dos seus adversários. Observe como eles reagem quando recebem cartas boas e o valor das apostas que fazem nessas ocasiões. Também tente diferenciar os jogadores com mais bagagem dos novatos. A maneira de segurar as cartas e manejar as fichas costuma ser suficiente para identificar um jogador experiente, contra o qual, via de regra, não vale a pena blefar.

Ao mesmo tempo que é recomendável fazer apostas agressivas quando temos uma mão forte, também é preciso saber avaliar quais riscos devemos correr. Uma decisão precipitada é capaz de colocar a perder em segundos uma diversão que poderia durar a noite inteira.

Se você gostou deste breve tutorial sobre como aprender a jogar poker, não deixe de curtir a página oficial da Crosster no Facebook. Assim você continuará tendo acesso gratuito a informações e dicas que podem tornar a sua vida mais prática, interessante e, quem sabe, cheia de aventuras!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário